Pular para o conteúdo

Que faculdade fazer?

21 de novembro de 2009

Essa é uma dúvida muito comum… Eu quero fazer jogos! Qual faculdade eu faço?

Resposta curta e objetiva: A que você achar melhor.

Infelizmente muita gente ai vai se perguntar… Qual é a melhor?

Primeiro você tem que saber qual a profissão que vai seguir, dizer que vai fazer jogos é tão genérico como dizer que você come comida quando alguém pergunta o que você gosta de comer.

Existe já no meu blog a série profissões para te ajudar a decidir o que quer fazer.

Depois de decidido sua profissão, é hora de pensar nos prós e contras de suas opções, essa é a melhor forma de escolher, um método popular é a grade de decisão, você cria uma grade onde organiza as opções, seus critérios e verifica qual tem mais vantagens. Critérios que podem ser usados é por exemplo distância de casa, preço, se o curso tem na grade coisas que te interessam, se a faculdade tem a infraestrutura desejada, a classificação da escola de acordo com os orgãos de educação…

Mesmo assim eu sei que você leitor quer sugestões de faculdades, e não saber como decidir… Eu já apresentei o método correto (ou seja, não existe “melhor” ou “pior” escola, o correto é saber o que é melhor ou pior PARA VOCÊ… e não para o governo, ou para seu amigo, ou para mim…)

Para quem quer programar, sugiro que faça ciências da computação. Para quem quer ser artista, recomendo artes plásticas, animação digital ou outro curso de artes. Para quem quer ser projetista de jogos, só existe um curso para falantes de língua portuguesa, que é o curso de Design de Games na universidade Anhembi Morumbi em São Paulo. Para trabalho com música, o curso de música é a escolha lógica, igualmente para trabalho com animação o curso de animação. Tem também o trabalho de roteirista, recomendo o curso de cinema, teatro ou letras, e para os que querem ser produtores um curso de administração é recomendável.

Como podem ver, exceto o curso de “Game Design” da Anhembi Morumbi eu não citei nenhum outro curso de jogos, os motivos são o seguinte:

Primeiro, apenas a profissão de Projetista de Jogos não tem nada muito parecido, portanto é a única que exige uma área acadêmica nova e separada. Segundo, a maior parte dos cursos são de pós-graduação (portanto creio que irrelevantes para os que estão lendo esse artigo) ou são cursos de 2 anos.

ISSO É MUITO IMPORTANTE, na indústria de jogos, cursos de 4 anos são a prioridade na escolha de currículos, especialmente em empresas maiores ou no exterior, empresas que recebem muitos currículos (a Ubisoft São Paulo recebeu 6000 quando anunciou vagas pela primeira vez, e a profissão nem é tão famosa assim no Brasil), usam a existência de uma faculdade como forma de eliminar candidatos (ou seja, se você tiver trabalhos geniais para mostrar, mas não tiver curso superior, você vai ser ignorado nessas empresas maiores), e os candidatos que não tem bacharelado de 4 anos são a última prioridade.

Prosseguindo: Terceiro, os cursos de jogos atualmente não tem boa reputação (inclusive o curso de Game Design já citado, mas se você quer ser projetista é a única escolha de curso da área, se não quiser fazer o curso por causa da má reputação, faça um curso de desenho industrial, é distante da área de jogos, mas os mesmos princípios se aplicam). Quarto, os cursos de jogos são desnecessáriamente caros. Quinto, os cursos de jogos são muito novos, geralmente os professores não são da área, e vários não entendem nada de jogo. Sexto, vários cursos de jogos são genéricos, o que as empresas realmente não gostam, o maior exemplo são os cursos chamados “Jogos Digitais”, este nome não diz absolutamente nada sobre o curso, a empresa não quer se arriscar a contratar um programador que fez um curso de arte chamado “Jogos Digitais” ou contratar um roteirista que fez um curso de programação chamado “Jogos Digitais”.

Ou seja: Fuja dos cursos de jogos, faça cursos tradicionais, no máximo façam pós-graduação em jogos, ou como segundo (e nunca como primeiro) curso.

Para mais dúvidas, me mandem um e-mail (orspeeder em gmail ponto com) que eu respondo na seção de perguntas e respostas aqui do blog. (nota: eu posto alí sua mensagem na íntegra, não manda nada que não queira que as pessoas saibam…)

About these ads
24 Comentários leave one →
  1. Francine Link Permanente
    9 de fevereiro de 2010 1:40 pm

    Olá,gostaria de uma ajudinha sua.
    Eu estou querendo fazer faculadade de psicologia,masqueria saber quais matérias que tem? E direito vale a pena fazer?
    Obrigada

  2. Marcelo Link Permanente
    10 de fevereiro de 2010 9:44 pm

    Oi, eu estou muito interessado na área da criação de jogos, principalmente na área dos roteiros, mas tambem gostaria de ser programador ou pelo menos saber programar jogos. Gostaria de saber então se o curso de design de games na universidade Anhembi Morumbi, a qual voce citou como a unica para roteiristas, tambem me ofereceria essa área de programação ou seria melhor opção vir de um curso como ciência da computação, fazer pos-graduação na área dos games e me especializar nos roteiros. Obrigado

  3. 10 de março de 2011 3:30 am

    Ninha duvida é a mesma duvida ai de cima…

    Gostaria de saber então se o curso de design de games na universidade Anhembi Morumbi, a qual voce citou como a unica para roteiristas, tambem me ofereceria essa área de programação ou seria melhor opção vir de um curso como ciência da computação, fazer pos-graduação na área dos games e me especializar nos roteiros

  4. originalspeeder Link Permanente*
    10 de março de 2011 8:13 am

    Eu escrevi que o curso da Anhembi Morumbi é de Projeto (não tem nada haver com roteiro…)

    Para roteiristas tem que fazer cinema, ou letras.

    Para programação, tem que fazer ciências, engenharia, etc…

  5. 19 de abril de 2011 8:31 pm

    Cara, sinceramente isso e uma inverdade. Se alguém faz um curso de ciência da computação, se o curso tem 4 ou 5 anos de duração não significa nada se uma empresa vai se interessar por ele ou não. O tempo de duração de uma faculdade não significa nada. Pelo jeito vc não sabe nem a diferença entre um bacharelado e um tecnologo.
    Se as coisas fossem assim, as pessoas autodidatas

  6. 19 de abril de 2011 8:34 pm

    Não conseguiriam emprego. E o que vc me diria sobre o Fausto de Martini , brasileiro q trabalha na Blizzard? O q manda e se o cara sabe, e não o título que ele possui. Por isso existe “portfólio”.

  7. originalspeeder Link Permanente*
    19 de abril de 2011 9:17 pm

    Olá Adriano.

    Primeira coisa, dizer que eu não sei as coisas, sem provar, é algo que você não deveria fazer (nem comigo, nem com ninguém, se acusou alguém de não saber, explique o porque).

    Além disso, o seu discurso, é o típico discurso de auto-mentira que tecnólogos contam a si mesmos para acreditar que vão ter emprego. Eu posso apostar 1000 reais que você faz um curso de tecnólogo.

    É claro, existem excessões, Fausto por exemplo, ou eu (eu não me formei ainda, e meu curso incompleto nem é de programação, mas sou arquiteto de software e ganho muito bem), e mais alguns outros, mas isso não se aplica a grande maioria, usar uma pessoa de exemplo, não vai salvar todos os outros.

    É muito simples, entre no Gamasutra, vá na seção de empregos, e dê uma olhada, é simplesmente universal, todas as empresas pedem pessoas com bacharelado. E até a empresa onde eu trabalho é assim, eu só consegui um emprego lá porque meu portfólio foi excepcional, algo MUITO acima do normal (e que exigiu um esforço tremendo, e muito risco).

    Por mais que tecnólogos afirmem que são só “diferentes” de bacharéis, e que são melhores porque “estudam mais focado” ou que estudam os “assuntos técnicos direto ao ponto”, para a pessoa do RH, o que importa é que você não teve paciência de fazer um curso de 4 anos ou mais, e isso é suficiente para seu currículo ir parar na lixeira (ou no arquivo, de onde nunca será tirado), e seu portfólio nunca será visitado.

    O tempo de curso tem um significado psicológico muito grande para quem recruta, eu sei disso, porque já estive nos dois lados da mesa de recrutamento, e tenho amizade com todo tipo de gente, desempregados, empregados, empresários, freelancers… E é simplesmente universal, quando mais tempo você estuda, maior a chance de alguém olhar seu portfólio.

    Não estou dizendo que é impossível um auto-didata conseguir emprego, eu sei que é possível porque eu sou um, e consegui emprego. Mas é MUITO improvável, tão improvável, que a não ser que você tenha certeza que seu portfólio é a coisa mais incrível do mundo, nem vale a pena tentar.

    Alguém com faculdade de 2 anos, pelo menos tem um pouco mais de chance, mas ainda assim a chance é mínima.

    Ainda pior se for um dos cursos de “Jogos Digitais”, nome horrível que o MEC deu para cursos de tecnologia, onde não deixa claro o que a pessoa aprendeu. Conheço vários empresários que mandam currículos de “Jogos Digitais” direto para a lixeira, simplesmente porque não tem como saber o que a pessoa aprendeu na faculdade. E o único que conheci que tentou contratar alguém, achou que contratou um programador, mas o curso da pessoa era focado em arte, e o contratado teve que ser demitido (sorte que existe o 1 mês de experiência, para casos como esse…)

    Portanto, se você veio me atacar no meu próprio blog, e faz um curso de tecnólogo (ou pior, é em Jogos Digitais, que acredito que pode ser, já que você se deu o trabalho de vir aqui e me atacar), eu sinto muito, mas é bom você ser o melhor cara da sua área, senão se você conseguir emprego, vai ser em algum lugar tosco que paga mal e abusa da saúde dos funcionários com horas extras sem noção (onde eu trabalho, você tem que pedir permissão para trabalhar depois da hora… mas conheço lugares que quem não trabalha mais que o horário certo não serve…)

    • 6 de janeiro de 2014 12:08 am

      E quanto a alguém que tem bacharelado em cincencia da computação e tecnologo em jogos digitais ?o curriculo é atraente para o setor de jogos , ou o fato de ter jogos digitais o faz mandá-lo para a lixeira?

    • Maurício Gomes Link Permanente*
      6 de janeiro de 2014 10:32 am

      Então cara, eu escrevi ali que RH quer saber se fez um curso de 4 anos… Então se já tem ciência da computação, e tem jogos digitais em cima, ai é ótimo, o cara de olhar seu currículo vai saber que fez um curso, que é programador (ou não teria se formado em ciência da computação) e que tem interesse em jogos (ou não teria feito jogos digitais ALÉM de ciência da computação).

      O foda é só os caras que tem só tecnólogo em jogos digitais e acham que isso significa alguma coisa para os empregadores.

      A propósito: eu saí da empresa que eu estava na época, e estou em outra agora, e estou na posição de contratar estagiários de programação, e recebi ordens de só procurar nos cursos de ciências ou engenharia da computação (resultado de experiências ruins que a empresa teve com pessoas formadas com cursos de jogos)

  8. 1 de fevereiro de 2012 9:10 pm

    Eu criei world of warcraft e a blizzard roubo de mim, porque ninguem acredita u.u Kaya

  9. 11 de março de 2012 9:38 am

    eu pensei que ainda nao tinha isso parabens

  10. 11 de março de 2012 9:39 am

    legal parabens

  11. 11 de março de 2012 9:41 am

    muuuuuuuuuuuito legal

  12. William Leite Link Permanente
    7 de abril de 2012 2:40 pm

    Qro algo voltado para projetos de carros ou casa e seu interior mas nao sei oq fazer e como chega la

  13. Rodrigo Link Permanente
    25 de abril de 2012 11:01 am

    Adorei o tópico e gostaria de saber sua opinião sobre os seguintes cursos.. Pretendo fazer Sistema de informação, engenharia e ciência da computação. Esse seriam os três cursos básicos que eu tenho em mente para começar uma carreira como programador na área de jogos.

    Gostaria da opinião de vocês. Obrigado

  14. 25 de março de 2013 8:02 pm

    Olá. Se eu fizer o curso de design gráfico/digital tenho alguma chance de trabalhar na aréa de jogos. E se sim, especificamente em qual área?

  15. Fabricio Link Permanente
    31 de março de 2013 8:34 am

    Como você mencionou que as empresas não dão importância e quanto fazer uma faculdade aqui no brasil pra trabalha por exemplo numa konami da vida eu teria que fazer um intercambio la fora ou fazendo numa federal ja me ajuda?

  16. Fabricio Link Permanente
    31 de março de 2013 8:39 am

    Como você mencionou que as empresas não dão importância quem faz jogos digitais e tal e quanto fazer uma faculdade aqui no brasil muda alguma coisa pra trabalha por exemplo numa konami da vida ou eu teria que fazer um intercambio la fora?Fazendo numa federal ja me ajuda?

  17. 7 de maio de 2013 8:45 am

    Cara por isso é sempre ter um topico como esse minha intenção era fazer essa ai de jogos digitais e tal, mas agora não sei mais.E vc que esta ai reclamando sobre tempo de faculdade e tal, isso existe sim ganha quem é melhor formado.Topico muito util Obrigado!

  18. Matheus Henrique Santos Link Permanente
    18 de novembro de 2013 11:43 am

    Oi eu tenho 14 anos e eu gostaria de saber em qual curso devo me focar agora para que no futuro eu seja um otimo criador de jogos de consoli la fora ?

  19. 18 de novembro de 2013 8:20 pm

    Queria saber apenas qual a melhor faculdade para um design games(consoles).
    Anhembi Morumbi mesmo que seja bem caro
    não importa valor mas sim qualidade.

  20. 27 de março de 2014 5:16 pm

    “Se eu fizer o curso de design gráfico/digital tenho alguma chance de trabalhar na aréa de jogos. E se sim, especificamente em qual área?” tenho essa dúvida :\

Trackbacks

  1. Tive uma idéia! Para quem eu vendo? « O Criador de Jogos
  2. Me formei… O que faço agora? « O Criador de Jogos

Deixe um comentário por favor!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 162 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: